Solidá -A ponte entre pais e doadores de material escolar

Um site para doações de materiais escolares

Contexto

Os pais de crianças e adolescentes sofrem todo ano ao tentar comprar materiais escolares. Isso ocorre devido a diversos fatores principalmente a falta de recursos financeiros e o constante aumento do preço dos materiais.

A Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) em nota colocou

“Para materiais escolares importados como alguns artigos de escrita, mochilas e estojos, a elevação está em torno 20% maior ante ao ano anterior, por causa da variação cambial expressiva do dólar”

Com consciência desse problema o grupo FCamara, organizador do Hackathon “Programa de formação 2021- Season 1”, propôs o seguinte desafio:

Criar uma plataforma de mediação entre pais que não possuem condição de comprar materiais escolares e doadores dispostos a fornecer esses items.

Time

Heloisa Yumi Uekita (UX/UI)

Erivelton Luiz (Desenvolvedor)

Deise Kinsk (Desenvolvedora)

O início

De inicio coletivamente trabalhamos em uma matriz CSD e em um arquivo com definições de requisitos de negócio para alinharmos nossas percepções assim como definir nossos próximos passos.

Definimos algumas prioridades do projeto norteadas por algumas dúvidas como “Como as doações de material escolar deveriam acontecer?” ou “Como chamar a atenção de doadores nessa plataforma?”. Com base nelas desenvolvi um benchmarking com sites de ONGs que promovem a educação de alguma forma e recebem doações.

Com o objetivo de aprender:

  • Como chamam atenção dos doadores dentro do site.
  • Quais informações eram dadas na página inicial.
  • Quais informações estavam nas páginas de doação.
  • Linguagem utilizada.

A pesquisa permitiu visualizar padrões em comum entre os sites, sejam eles de informações quanto de UI design. Por meio desses padrões sociais, culturais e ambientais no meio do design digital e das ONGs possibilita passar aos usuários a impressão de familiaridade e facilitar o caminho do usuário para que ele cumpra seus objetivos.

Pesquisa qualitativa e quantitativa

Finalizado o benchmarking, ainda existiam dúvidas como sobre o perfil dos usuários e motivação para doações. Para compreender esses aspectos de modo aprofundado resolvi entrevistar doadores (roteiro da entrevista). As entrevistas foram realizadas com pessoas doaram de forma monetária ou material mais de uma vez.

Depois das entrevistas, fiz a codificação e categorias de análise da pesquisa. Esses processos de pesquisa e análise me permitiram chegar em conclusões como:

  • Os doadores desconfiam da índole de organizações beneficentes e beneficiários desconhecidos.
  • O gatilho para a doação costuma ser a comoção com a situação do outro, por meio de história pessoal ou foto.

Pesquisa quantitativa com os pais

Para descobrir o perfil, contexto de uso e averiguar se o problema na compra de materiais se dava somente pelo custo dos materiais realizei um survey com pais de crianças e adolescentes.

  • Metade dos pais já tinham recebido doações de material escolar, então estavam familiarizados com o tema.
  • Todos os pais tinham tido problemas para comprar material escolar.
  • Mais de 65% dos pais teve problemas por falta de recursos financeiros
  • Essa mesma quantidade de pais teve problemas também por não encontrar o material escolar.
Persona do doador
Persona do responsável pela criança

Conforme as pesquisas feitas com ambos os públicos, montei as personas dos pais e dos doadores para estimular a empatia do time com os usuários que são distintos de nós.

Organizei também a jornada do usuário, pensando nos processos que o pai e doador tem que passar até chegarem em seus objetivos, suas ações, questionamentos assim como emoções positivas e negativas. Isso foi desenvolvido com a intenção de desenvolver soluções de forma empática aos problemas e melhorias no processos dos atores dentro da plataforma.

Soluções

Com as pesquisas realizadas e os exercícios de empatia com o usuário, percebi dois pontos importantes que deviam ter prioridade:

  • Elucidar as dúvidas e desconfianças dos doadores.
  • Ajudar os pais a encontrarem os materiais necessários.

Como?

  • Passando informações sobre como o projeto funciona, quem é o beneficiário e de que forma a doação ocorrerá.
  • Permitindo que os pais insiram quais materiais escolares precisam e quantidade desses na ficha de cadastro de cada filho.

Wireframes

O wireframe foi desenvolvido com base nas análises das pesquisas e outros processos do projeto. Foquei em concluir as partes essenciais para o MVP, como o fluxo de doações e de cadastro dos pais e alunos, eles foram alterados e melhorados em alinhamento com a equipe e testes de usabilidade para possibilitar tanto a viabilidade do projeto, questões de negócio e os apontamentos dos participantes dos testes.

A SoLidá

Fizemos uma reunião em grupo na qual conjuntamente na plataforma “mentimenter” atribuímos palavras relacionadas a doação de material escolar pela plataforma. A palavra que mais se repetiu foi a palavra solidariedade.

Dessa forma buscamos a etimologia da palavra solidariedade.

Solidariedade advém, etimologicamente, de “sólido e consistente” (solidus, em latim). Do adjetivo derivam o substantivo solum (fundamento e apoio) e também os verbos solidare (consolidar, segurar, fazer sólido) e solidescere (fazer-se sólido, consolidar-se).

Pensamos na solidez dos doadores que “dá” forças, fundamento e apoio para solidificar e consolidar a educação dos alunos. Nesse mesmo contexto elaborei também um style guide com cores como azul claro associado à ideia de educação, lúdico e também confiança, algo que os doadores disseram ter dificuldade de estabelecer pelo menos a primeiro momento. O laranja uma cor que chama atenção, mas também representa o caloroso o que é necessário ao tentar conquistar pessoas a solidarizar com sua causa.

Os ícones escolhidos foram desenhos planos, tanto para representar a criança e criar uma conexão com os doadores, sem expor sua identidade. Ao fim chegamos a etapa da prototipação em alta fidelidade que pode ser vista nesse link. Abaixo algumas explicações sobre as soluções trazidas pela aplicação aos problemas identificados durante as pesquisas.

  • “Quem somos”
  • “O que fazemos”
  • “Quais pessoas podem receber esses materiais escolares?”
  • “Como será feita a doação?”

São questões que percebi tanto no benchmarking, como durante os testes de usabilidade. O doador assim como os pais dos alunos querem saber como funcionam a organização, a doação e afins para depois confiar na plataforma.

Os pais nos confiam dados sensíveis deles e de sua família assim como o doador cede tempo e bens materiais, ser transparente sobre tudo é a porta para que o objetivo do projeto social seja concretizado.

  • A jornada do doador é rápida e acontece sem cadastro.

Para que isso acontecesse deixamos:

  • Os dados sensíveis dos beneficiários resguardados.
  • Os detalhes de como a doação vai acontecer decididos pelas partes envolvidas, fora do site (por meio de e-mail ou celular).

O estabelecimento de um contato direto e relação entre as partes, um dos motivos pelos quais os doadores voltam a doar ou se voluntariar para causas sociais, relatados durante a pesquisa qualitativa.

Aprendizados

  • Aprendi sobre a necessidade de priorizar o MVP e funcionalidades essenciais.
  • Como considerar a viabilidade das soluções em grupo, pensando nos aspectos técnicos e tempo disponível.

Próximos passos

  • Implementar páginas com explicações detalhadas sobre a plataforma, valores, transparência, atividades e registros.
  • Possibilitar que os pais possam inserir seus materiais escolares específicos.
  • Aprimorar o filtro de busca por catálogo de cidades, estados e escolas.
  • Trocar a forma de adicionar materiais escolares pelos botões de mais e menos ao invés de edição.
  • Aprimorar a interface da tela inicial.
  • Realizar mais testes de usabilidade.

Agradeço os mentores e colegas por toda a paciência, ensinamentos e dedicação a esse projeto.

A social science (Sociology, Anthropology and Political Science) student and aspiring UX researcher/designer from Brazil.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store